top of page

RUPTURA

RUPTURA

 

Mudei da casa onde por muito tempo vivi.

Fui juntando o passado em caixotes de papelão.

Alguns levarei comigo, outros no passado ficarão.

Fechei a porta, deixei tristezas e levei alegrias que senti.

 

Como uma navegadora do século XVI, embarquei no futuro.

Medo há sim, mas a coragem é maior, quero ser mais feliz.

Deixei a vassoura com os restos do chão e respirei ar puro

Vindo de novos sonhos, novos planos que fiz.

 

Que fiquem os antigos amores, suas alegrias e dores!

Que venha um amor para sempre, suavemente, delicadamente.

Que o meu coração se emocione antes de me dizer, finalmente,

Que daqui para frente só haverá um: o maior dos meus amores!

 

Meus olhos, hoje, falam aquilo que a minha boca não consegue dizer,

Quando as lágrimas me dizem o quanto meu coração quer viver!

 

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1. O AMOR QUE MAIS AMEI

Passado um longo tempo, depois até do ilusório esquecimento Que jamais saiu dessa incompreensível saudade Que, nos sonhos agitados, traz loucos momentos, Rios de suores e nuvens negras de dores; qual

Comments


bottom of page