top of page

EPISÓDIO NR 36 - O JOVEM GENERAL – a Política

Atualizado: 3 de dez. de 2023


“Estamos vivendo um autêntico desgoverno. Empresas falindo. Dois milhões de beneficiários do Bolsa Família ficaram sem receber seus benefícios. O Movimento dos Sem Terra (MST) invadindo e destruindo terras produtivas e o governo não faz nada para coibir. O partido do presidente não é um partido político, mas sim um movimento revolucionário que engloba sindicato, ONGs, funcionalismo público, movimentos sociais, que tem como missão jogar dinheiro nos cofres do partido do presidente, para alimentar o regime comunista. Agora, tem o sequestro de um membro poderoso do sistema. O Todo Poderoso que jogou a Constituição no lixo e fez as suas próprias leis. O sádico de “08 de janeiro”. Onde ele está? Será que é outra mentira? Será que ele encheu a “mala” de dinheiro e fugiu para uma ilha no Pacífico? O dono de tudo e de todos, onde está?”. O deputado Armando Jordão solta as palavras a pleno pulmões na Tribuna do Bulé. No Comando do Exército, os generais do Alto Comando se reúnem para levantar as hipóteses do ocorrido na madrugada, na mansão do Lago Noá. A mais evidente é que é possível ter relação com o General. A questão é: “Como ele conseguiu?”. São 17 horas da tarde de outono lá em Santa Maria. O General ampliou o seu Estado-Maior, adicionando os comandantes de Unidades e mais um oficial especialista em mídia e aplicativos de internet. Estão reunidos agora. O CHEM informa que o telefone e o computador “Laptop” do Todo Poderoso foram desbloqueados e as informações estão sendo analisadas. Ele, também, informa que a missão em Porto Seguro foi financiada pelo AGRO-SUL e com colaboração do AGRO-OESTE que cedeu os helicópteros, as vans e a fazenda onde foi feita a descaracterização das aeronaves e das vans. Informou, ainda, que combatentes de Unidades do Exército e da Aeronáutica (os dois pilotos das aeronaves) de Porto Seguro foram cooptados para a missão. E termina informando que os fuzis de assalto “IWI TAVOR TAR-21” foram fornecidos por Israel, via Embaixada. O General interfere e pergunta: O “Alvo 2” já está “plotado?”. O coronel de Infantaria Antônio responde: “Liberamos pessoal para se ligar aos nossos contatos no Nordeste, em Cuba e em Porto Seguro. Há um “aparelho” montado em um apartamento alugado em Porto Seguro com todos os meios necessários. As informações sobre ele ainda estão incertas. Há um forte indício que ele esteja em Cuba com a presidente do Partido”. O General olha para o coronel, também altamente qualificado, com curso de Guerra na Selva e Comandos, e especialização na Inglaterra em “Informação e Contra-Informação” e, também, serviu na Embaixada do Brasil nos EUA, e diz: “Esse eu quero vivo”. Perto dali, na cela, o Todo Poderoso, enfim, conseguiu dormir um pouco, mais por cansaço. O corpo está estendido sobre o piso de tijolões centenários. O pijama secou no próprio corpo. O pingo de água não para de cair sobre o canal abaixo da grade de ferro e isso o incomoda muito. Parece que o pingo cai na sua cabeça. O sono é entrecortado. Nada lhe foi servido, nem comida e nem água. O “bobó de camarão” da véspera ainda lhe fornece energia. A cabeça nua esfria o crâneo. Mais um pingo cai na água do canal e ele acorda. Olha à volta e, depois de alguns segundos, compreende que não é um sonho, realmente ele está preso ali. Ele se levanta e dana a xingar os piores palavrões que a sua vida lhe ensinou. Fica fora de si. Chuta a parede. O sapato de pano que usa para andar em casa não amortece o choque e a dor é fulminante. Ele cai ao chão gemendo. Agora, nesse exato momento, ele sente desespero. Sente falta da sua poltrona macia, do cafezinho quentinho da hora, do monte de assessores a lhe servir a qualquer pensamento que, porventura, ainda iria ainda ter. Nem precisa dar ordens. Só o olhar já era suficiente. A capa preta! Gostaria muito de ter a capa preta! Trocaria até o pijama por ela. Seu poder é mais poderoso com aquela capa preta maravilhosa. A unha se soltou e sangrou. Formou um “L” na ponta do dedão. Alguém joga um pedaço de pão duro e envelhecido nas suas costas. É o major Skrieger: “Café, almoço e jantar. Bom apetite!”. E sai.

Elias Do Brasil


GOSTOU?

Faça a sua Doação: PIX: essim10@hotmail.com

15 visualizações1 comentário

1 Comment


jefferbedram
Oct 04, 2023

Ao ler essa linhas me sinto revigorado para continuar acreditando. Parabéns Elias

Like
bottom of page