top of page

EPISÓDIO NR 26 - O JOVEM GENERAL – o Todo Poderoso (2)

Atualizado: 3 de dez. de 2023




São 01:11 da madrugada. Dois helicópteros Bell 429, bi turbina, sobrevoam o Lago Noá, em Porto Seguro. O destino é uma residência na Península dos Ministros, Lago Sul, um dos pontos mais nobres da cidade. Passam sobre a ponte Jânio Quadros a uma altitude de 2.000 pés (900 m). Os bancos traseiros dos helicópteros foram retirados para dar espaço ao pessoal e ao material. As portas laterais estão abertas. O coronel Rippell está sentado no chão da aeronave, com os pés nos estribos, do lado de fora. No outro helicóptero, o major Skrieger também observa, sentado no chão da aeronave e com a porta aberta. Todos estão equipados com equipamento de visão noturna e com dispositivo de pontaria “infravermelha” nos fuzis de assalto “IWI TAVOR TAR-21”, tipo “Bullpup” (o gatilho se encontra à frente do carregador), israelense, calibre 5.56, com cadência de até 900 tiros por minuto e comprimento de 72 cm. Em terra, duas vans blindadas darão apoio de cobertura e a terceira van blindada já está posicionada na Estação de Força da região. Ao todo são 10 combatentes “especiais”, entre oficiais e sargentos, mais três motoristas das vans, da equipe de apoio de terra. São 7 distribuídos nas duas aeronaves e 3 em terra. As aeronaves passam pelo Esporão do Lago Sul e a altitude baixa para 300 pés (91 m). Os cabos de aterrissagem são lançados e ficam pendurados no ar com uma extremidade fixa nas carenagens dos helicópteros. O barulho das turbinas dos helicópteros é baixo e não perturba, apesar de chamar a atenção dos ouvidos mais atentos. O coronel Rippell se comunica, via rádio, com a equipe da Estação de Energia. De repente, o bairro inteiro fica no escuro. Há um “apagão” generalizado. Os combatentes de terra boicotaram o fornecimento de energia. As duas aeronaves pairam no ar, uma sobre a rua do Condomínio e a outra exatamente acima da “mansão”. Todas as luzes das aeronaves estão apagadas. Os combatentes deslizam rapidamente pelas cordas estendidas, chegando ao chão em segundos. Eles aproveitam o tempo em que a visão dos seguranças é prejudicada pela perda rápida de luminosidade e ficam “meio cegos”. São 4 combatentes descendo no jardim da casa e 3 combatentes descendo na rua. Estão vestidos com roupa preta e colete à prova de balas. Logo que desembarcam os combatentes, os dois helicópteros saem rapidamente dali. Os primeiros disparos se ouvem na rua. Os seguranças perceberam a manobra e iniciaram os disparos. As intensas rajadas do “TAR 21” superam os tiros dos seguranças. Do lado de dentro da mansão, três seguranças que estavam nos jardins foram eliminados com tiros certeiros. Rapidamente, os 4 combatentes entram na residência. O major Skrieger e sua equipe, após eliminar os seguranças que estavam na rua, arrombam o portão e fazem conexão com o grupo de dentro, indo para os fundos da mansão. O coronel Rippell consegue chegar à escada que dá acesso ao andar superior. Já se houve gritos na parte de cima. Dois seguranças que estão no piso superior bloqueiam a subida pela escada e atiram para baixo. O major Skrieger lança uma corda com gancho na mureta do piso superior dos fundos e sobe por ali. Três homens, um de pijama no meio de dois, saem pelo corredor dos quartos que dá acesso à varanda. O Major os surpreende e atira nos dois vestidos de paletó. O homem de pijama cai no chão sem se ferir. Juntamente com o major Skrieger, mais dois combatentes chegam no segundo piso. Ele sinaliza para eles ultrapassarem o homem deitado no chão e irem apoiar o coronel Ripell na escada. Rajadas de tiros são ouvidas. O major Skrieger se aproxima do homem e o identifica. É o “Alvo”. O homem está desesperado. O major lhe coloca uma algema e o puxa para o lado de um vaso de planta recostado na parede. Pouco depois surge o coronel Rippell com o seu pessoal. O coronel Rippell veste o “Alvo” no saco de lona V.O. e o “embala” da cabeça para baixo, deixando somente as pernas livres. O “Alvo” grita e fala palavras desconexas. Mas, não reage fisicamente. As duas vans chegam ao local. O grupo carrega o “Alvo” nas costas, se retira da mansão e entra rapidamente nas vans. Outros seguranças aparecem dos dois lados da rua, bloqueando as vans com seus próprios veículos. Há uma intensa troca de tiros na escuridão. As vans têm proteção blindada à prova de tiros até fuzil. As rajadas são intensas. De repente, do alto surge um dos helicópteros. Do lado de fora, apoiados nos estribos, dois combatentes fazem tiro cerrado sobre os seguranças que estão na rua, abrindo caminho para as duas vans. Os veículos aceleram e passam pela “barreira”. A menos de mil metros à frente, próximo ao estacionamento do restaurante “Toco Tambu”, o outro helicóptero aguarda no chão com as turbinas ligadas. A pintura das aeronaves foi modificada para preta e sem identificação. Uma das vans chega ao local e, rapidamente, o coronel Rippell empurra o “Alvo” para dentro da aeronave. Mais 3 combatentes entram com ele. A aeronave alça voo rapidamente e some dali na noite escura. Imediatamente, a segunda aeronave pousa quando a segunda van chega. Os combatentes trazem um dos seus, ferido numa das pernas, sendo carregado nos ombros pelo major Skrieger. Todos sobem na aeronave e fogem rapidamente do local. Ali mesmo é iniciado os Primeiros Socorros ao ferido. Ele foi atingido por um tiro na coxa direita. Quem olhar para o céu confundirá os dois helicópteros com as estrelas. O coronel Rippell pega a sua faca Ranger, “Clip Point”, e rasga a parte superior do saco de lona. O “Alvo” arregala os olhos com a lâmina tão perto do seu rosto e puxa o ar como se tivesse saído de um mergulho na água numa profundidade de 100 metros. Uma hora depois, no aeroporto de Alto Goiaz, o “King Air 360” taxia para decolar, com todos embarcados, inclusive o “Alvo”. Missão cumprida.

Elias Do Brasil

18 visualizações2 comentários

2 ความคิดเห็น


Renato Carvalho
Renato Carvalho
15 ก.ย. 2566

Excelente grande Elias. A cada episódio vc se supera na arte de construir uma narrativa cativante, romântica e surpreendente, ao mesmo tempo em que se observa uma conexão realista com a doutrina militar terrestre. Parabéns.

ถูกใจ

Jeffer Bedram
Jeffer Bedram
13 ก.ย. 2566

Ainda que seja fruto da sua criação, essa operação nos enche de esperança que ainda podemos reverter a situação e repor o trem nos trilhos. Parabéns Elias.🤺🤺☠️

ถูกใจ
bottom of page